Fique por dentro!

Assine e receba notícias sobre os seus assuntos favoritos do Pais em Apuros.

Assine e receba notícias sobre os seus assuntos favoritos do Pais em Apuros.

Quem tem medo das House Parties?

House Party: Festas na casa dos amigos exigem atenção dos pais de filhos adolescentes

Por João Pedro Teles

Uma passagem clássica e recorrente nos filmes norte-americanos produzidos para o público adolescente nos transporta a uma casa abarrotada de jovens, entre seus 14 e 18 anos. Música, dança, bebida e uma pitada de insanidade juvenil completam um cenário dos sonhos para quem está saindo da puberdade. Trata-se de uma House Party.

Também conhecidas como HP na gíria dos mais novos, esse tipo de festa rompeu as fronteiras e já é uma tendência também entre os jovens brasileiros. As comemorações acontecem principalmente entre adolescentes de classe média que aproveitam a ausência dos pais para promoverem os encontros.

Deixo ir?

A falta de supervisão de um adulto torna os encontros, no mínimo, controversos. Relatos de uso indiscriminado de álcool, drogas ilícitas e sexo sem proteção colocam ainda mais pulgas atrás das orelhas dos pais de adolescentes. Com o Réveillon e o Carnaval – datas nas quais muitos jovens realizam suas primeiras viagens sozinhos – batendo à porta, o nível de preocupação fica ainda maior.

Entretanto, se depender da psicóloga Lauren Menocchi, que leciona no curso de psicologia das universidades Unitau (Universidade de Taubaté) e Unip (Universidade Paulista), não há motivo para pânico. A profissional ressalta que, com diálogo e abertura, os pais podem contornar situações de risco, criando um espaço para que a experiência dos filhos seja a mais saudável possível.

“Os pais precisam primeiro se lembrar de que também já foram adolescentes e que tiveram, também eles, esta necessidade de celebração e pertencimento. Tudo passa por um diálogo franco com os filhos para criar um ambiente de respeito mútuo. Minha dica para as viagens de Réveillon ou Carnaval, por exemplo, é apostar em combinados que façam sentido tanto para os pais quanto para os jovens. Não adianta combinar algo que é sabido que o adolescente não vai cumprir”, explica a psicóloga.

A Festa é na sua casa?

House Party - festas de adolescentes - Pais em Apuros
House Party – No filme “Projeto X” os adolescentes perdem os limites.

Estabeleça regras como o tempo de duração da festa, o número máximo de convidados, restrinja o acesso a certos quartos ou cômodos, e, se possível, conte com o auxílio de um vizinho amigo. Deixe-o avisado sobre a festa e peça para que e ele te alerte caso algo corra fora do combinado, bem como eventuais abusos.

Atentos aos sinais

House Party - festas de adolescentes - Pais em Apuros
House Party – A galerinha festeira da série Skins.

Aos pais que, mesmo mantendo um diálogo aberto com seus filhos adolescentes, ainda não conseguem dormir tranquilos com as saídas do jovem, cabe atentar-se a alguns sinais que os adolescentes dão. De acordo com a psicóloga Lauren, comportamentos diferentes do habitual podem ser sinal de que está na hora de conversar.

“Primeiramente, os pais precisam ter ideia de que essa é mesmo uma fase em que comportamentos diferentes do habitual não são nada do outro mundo. Mas quando o jovem traz muitos segredos, se mantém isolado e não quer falar sobre o que está acontecendo, isso pode sinalizar a necessidade de uma conversa, uma nova orientação, um novo acordo. O importante é se manter próximo e mostrar-se interessado pelas questões dos filhos”, conclui a psicóloga.

***

Autor desta Publicação
Pais em Apuros
Ser um espaço confiável e qualificado de ajuda aos pais na alucinante, maravilhosa e também muitas vezes insana aventura que é a criação dos filhos.

Escreva um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
X