Fique por dentro!

Assine e receba notícias sobre os seus assuntos favoritos do Pais em Apuros.

Assine e receba notícias sobre os seus assuntos favoritos do Pais em Apuros.

Telas vs coluna: Cuidados com a postura das crianças

Ficar muito tempo exposto às telas faz mal para a saúde dos seus filhos. O Pais em Apuros foi pesquisar e conversou com o fisioterapeuta Edison Barreto sobre como evitar problemas de saúde decorridos de longos períodos sentado de maneira incorreta assistindo Tv, jogando videogame, estudando no computador e até mesmo mexendo no celular ou no tablet.

***

Jogos vs Coluna

“Largue esse celular, menina” e “Desliga esse videogame, menino” são o novo “Senta direito” dos pais e mães modernos. Mas os pais deveriam começar a combinar as frases para algo como “Senta direito para jogar, menino”. Isso porque a má postura ao utilizar as telas está levando cada vez mais crianças aos consultórios para tratar dores nas costas.

Sentir dor nas costas é algo que o senso comum costuma atribuir a idades avançadas, algo pertencente ao mundo dos adultos, mas esse é um problema que costuma ter origem na infância e na adolescência.

“As dores são resultado de longos períodos expostos a uma má postura. Em muitos casos são crônicas, pois vem de vícios de postura adquiridos desde criança, como sentar errado ou passar longos períodos assistindo tv deitado em posições desconfortáveis”, explica o fisioterapeuta Edison Barreto.

Telas vs Coluna: A vinheta “largado no sofá” é um hit do canal Cartoon Network

Com o avanço da tecnologia o encanto das telas sobre os mais jovens só aumentou, agora além da televisão, eles passam horas em frente à computadores, videogames, celulares e tablets. E a maioria das crianças e adolescentes está longe de apresentar uma postura exemplar ao utilizar os aparelhos. A maioria adota um estilo “largado”. Ser “largado” é “legal”. Mas ser largado faz mal à saúde e eles precisam ser alertados sobre isso.

Ser largado dá dor nas costas e deforma

Um dos casos que tem aumentado em decorrência da tecnologia é o de crianças e adolescentes com dor na parte de trás do pescoço de tanto olharem para tablets e celulares.

postura dor nas costas telefone
Telas vs Coluna: Os adolescentes piram num celular. Mas uma hora o pescoço cobra.

“Por passarem muito tempo olhando para baixo para as telas eles chegam se queixando de dor. Às vezes é um simples torcicolo, mas também há as que apresentam quadros de “cabeça protusa”, que é quando a cabeça fica projetada para a frente do corpo, causando uma deformação. Algo parecido com o pescoço de uma girafa que vem antes do corpo ou então o personagem Jeca Tatu do Mazzaropi”, alerta Barreto.

Mas não para por aí. A má postura devido a longos períodos diante das telas tem levado crianças ao consultório com dores nas costas, dores na lombar e até mesmo escolioses.

“A infância e parte da adolescência é um período chave na constituição da coluna. Nesta fase ela ainda está em formação então os pais devem ter esse cuidado com a maneira que os filhos se sentam e deitam para que elas não desenvolvam desequilíbrios musculoesqueléticos, como um ombro maior que o outro ou então uma lordose. A ideia é fiscalizar mesmo, corrigir a postura, orientar”, aconselha o fisioterapeuta.

Telas vs Coluna: Nada de notebook na cama.

Ainda segundo o fisioterapeuta, além dos desconfortos físicos, a má postura também gera problemas sociais. “Uma criança com dor não consegue se concentrar e executar bem seus trabalhos escolares, isso acaba impactando diretamente no seu desempenho na escola”, explica.

Como lidar?

As doenças posturais surgem de alterações ascendentes ou descendentes. Ou seja, de posturas erradas que começam na parte superior próxima à cabeça (olhar para baixo pro celular, por exemplo) ou na parte inferior (a criança que joga videogame sentada no sofá, mas cujos pés não tocam o chão). A melhor maneira de evita-las é vigiar a postura (confira dicas abaixo) e não permanecer longos períodos sentado.

postura dor nas costas
Jogos vs Coluna: Pés soltos no ar. Costas longe do encosto do sofá. Tudo errado, Bart! :/

Proibir que as crianças e os adolescentes brinquem e se distraiam com as telas é uma missão impossível. Mas orientar e controlar esse uso é mais do que recomendado. O ideal é que o tempo gasto com a tela nunca ultrapasse uma hora.

“A criança e o adolescente tem que levar uma vida ativa. Brincadeiras ao ar livre e esportes servem para fortalecer a musculatura e prevenir dores e doenças posturais. Porque com a vida corrida que levamos hoje em dia, dificilmente os pais conseguem garantir que os filhos fiquem no máximo uma hora sentados de frente para a tv ou jogando no celular. Então a melhor estratégia é orientar sobre a postura ideal e propiciar a eles que não levem uma vida sedentária, seja levando-os para andar de bicicleta no parque, brincando de pega a pega ou inscrevendo-os em alguma atividade esportiva”, recomenda o fisioterapeuta Edison Barreto.

Telas vs ColunaIncentive seu filho a sair do sofá

Ficar muito tempo sentado mata

Não bastasse as dores motivadas pela má postura, sentar por longos períodos mata aos poucos. Uma pesquisa realizada na Austrália monitorou 200 mil pessoas com mais de 45 anos, e descobriu que não importa a idade, sexo ou índice corporal, ficar sentado aumenta os riscos de mortalidade por todas as causas.

Sentar Mata Telas vs Coluna: Sentar mata! Clique aqui  para acessar um infográfico (em inglês).

Já um outro estudo da Revista Internacional de Nutrição Comportamental e Atividade Física, apontou que pessoas que ficam mais de quatro horas por dia sentadas são mais propensas a ter uma doença crônica como hipertensão arterial, doença cardíaca, diabetes e câncer. E atenção, isso independentemente do índice de massa corporal ou do quanto a pessoa se exercita.

sentar estudar postura Telas vs Coluna: Clique na imagem para ampliar.

Sendo assim, talvez o melhor conselho para dar atualmente aos filhos seja algo na linha “Senta direito, mas não fique sentado por muito tempo, do contrário você pode ficar doente ou até mesmo deformado” combinado com “Vá brincar, nadar, jogar bola”. O corpo do seu filho agradece.

***

#FICAADICA

1 Não ultrapasse o período de uma hora sentado entretido com a tela. Atingindo esse período levante-se, vá ao banheiro, faça um lanche, caminhe um pouco, alongue-se.

Vale para: Celular, Tablet, Notebook, Computador, Tv, Netflix e Videogame.

2 Ao sentar, a lombar deve ficar bem apoiada. Coloque uma almofada pequena entre as costas e o sofá e então encoste. Importante, sempre encoste.

Vale para: Celular, Tablet, Notebook, Computador, Tv, Netflix e Videogame.

3 Sentado. Crianças pequenas não podem ficar com os pés soltos no ar. Providencie um apoio para os pés.

Vale para: Celular, Tablet, Notebook, Computador, Tv, Netflix e Videogame.

4 Sentado. Nunca fique apoiado, soltando o peso, em apenas uma lateral do corpo no braço do sofá ou da cadeira do computador. A posição torta pode ocasionar escolioses e desequilíbrios musculares.

Vale para: Notebook, Computador, Tv, Netflix e Videogame.

postura netflix
Telas vs Coluna: Cuidado. As maratonas de séries estão acabando com as colunas.

5 Alterne posições. De vinte em vinte minutos, mude de posição. Ex: Se estiver sentado, deite de lado, depois deite-se com a barriga para cima. Vá trocando.

Vale para: Celular, Tablet, Tv e Netflix.

6 Deitado. Ao optar por deitar de lado, coloque um travesseiro ou almofada entre os joelhos. Ao deitar com a barriga para cima certifique-se de que o braço do sofá ou almofada em que irá apoiar a cabeça não seja muito alta. E nunca, NUNCA durma por longos períodos. Lugar de dormir é na cama.

Vale para: Tv e Netflix.

7 Nunca use o notebook no colo ou deitado por mais de 10 minutos. Seu pescoço e suas costas agradecem. Aliás, o notebook deve ser utilizado apenas em uma mesa/escrivaninha adequada.

Vale para: Notebook

8 Sentado. Tenha uma cadeira de escritório apropriada para o computador. Com apoio para os braços e acessório de apoio para os punhos.

Vale para: Computador e Notebook.

***

Autor desta Publicação
Gilmar Silva
Jornalista e educador.

Escreva um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
X